março 2015

Mini infográfico elaborado pela BlueBus dá seis dicas e estatísticas para melhorar o desempenho da sua página no facebook.

Confira:

3bc7b46daa8e62f0f8c9ad94e3419422

    Fonte:  BlueBus.

google-online-marketing-challenge

As inscrições da edição 2015 do desafio online Google, estão abertas e vão até o dia 22 de abril! A competição tem como intuito estimular  em desenvolver e executar uma campanha publicitária online para uma empresa ou ONG usando apenas o Google AdWords e o Google+.

São exigidos:

  • Equipes de 3 a 6 pessoas;
  • Estudantes de graduação ou pós graduação;
  • Supervisão de um professor;

O prêmio será – além do conhecimento e experiência – um valor em dinheiro e os participantes concorrerão a gadgets e doações no valor total de US$ 15 mil (R$ 48 mil) para ONGs. Um prêmio especial também vai ser entregue: uma viagem de sete dias para São Francisco, sendo um dia alocado em Mountain View, na sede da Google.

Quem vai decidir os vencedores é um grupo de funcionários da Google e um painel independente de acadêmicos.

Mais informações acesse: http://www.google.com/onlinechallenge/discover/index.html

Hoje, fazer uma chamada telefônica é apenas uma das muitas funções do celular. A “revolução dos smartphones” possibilitou incontáveis novas formas de comunicação e, em anexo a este pacote, surge também a necessidade da integração da vida “online” e “offline”.

E foi justamente o tema “Mobile Marketing”  o escolhido pelo nosso diretor Marcel Ayres, que ontem (18) participou do Encontro Locaweb. O evento, desta vez em sua 17ª edição, reuniu diversos profissionais com uma missão em comum – fazer negócios crescerem e prosperarem por meio da internet.

Confira na íntegra a apresentação do tema “Métricas Mobile – Possibilidade e Desafios para 2015”, que traz um breve levantamento das métricas utilizadas para medir resultados em anúncios e apps mobile. Afinal, sem elas é impossível acompanhar resultados ao longo das campanhas.

 

O Instagram está sempre trazendo novidades em sua plataforma. A sua mais nova modificação é o recurso “Carrossel” voltado para atender necessidades de seus anunciantes.

A inovação permite que o usuário saiba mais sobre o serviço ou produto deslizando o dedo para a esquerda sobre a foto na tela.

Entenda:

O Instagram afirma que o novo recurso estará no ar ainda este ano e aparecerá de forma gradual.

No contexto atual, marcado por incertezas na economia, os investimentos em comunicação devem ser ainda mais assertivos, com o intuito de minimizar os riscos. Diante disto, o post abaixo elenca quatro motivos essenciais para as organizações investirem em publicidade na web, obtendo resultados sólidos e alinhados com seus principais objetivos.



1. Encontrabilidade para gerar Vendas
Não basta ter um site intuitivo e com atualizações constantes – caso o conteúdo não seja encontrado com facilidade pelo usuário que se pretende impactar, ele simplesmente não trará retorno algum sobre o investimento realizado. Para contornar isso, as empresas devem investir em ações ativas de encontrabilidade, como, por exemplo, SEO (Search Engine Optimization) atrelado a campanhas de SEM (Search Engine Marketing) no Google Adwords e plataformas sociais como o Facebook.

2. Precisão na entrega de anúncios
Na publicidade tradicional, geralmente se ganha em exposição, porém é difícil ter uma garantia de que o grupo de impactados foi qualificado ou, de fato, visualizou a campanha. Na web, as campanhas possuem, como um dos maiores diferenciais, os recursos de segmentação e analytics. Um determinado formato de anúncio, por exemplo, pode ser direcionado apenas para pessoas de uma faixa etária específica que tenham interesse em um setor de consumo isolado e, tudo isso, por sua vez, pode ser medido e avaliado em tempo real – permitindo ajustes e otimizações constantes ao longo da campanha.

3. Alcance de usuários em diferentes estágios de decisão de compra
Nem todo mundo que realiza pesquisas sobre um mesmo produto está exatamente na mesma fase de decisão de compra. E, para cada momento, deve-se empreender métodos que contemplem as necessidades do usuário de forma assertiva. Com atributos como as listas de remarketing, por exemplo, é viável diferenciar a publicidade que é entregue para aqueles que já visitaram um site anteriormente. Outro exemplo de alternativa seria criar anúncios gráficos diferenciados para portais específicos, entendendo o comportamento que os navegantes destas páginas possuem.

4. Valorização de quem trabalha de modo estratégico e tem total domínio sobre a operação
O conceito de Charles Darwin se aplica não apenas à evolução das espécies de seres vivos: também se faz presente no mercado de trabalho, na concorrência das empresas e não é diferente em mídia online. Como as campanhas são gerenciadas e atualizadas manualmente e em tempo real (de acordo com sua performance), apenas as ações bem planejadas, e com análises e manutenções constantes e detalhadas serão capazes de se manter em destaque, com boa receptividade do público-alvo e gerando conversões.

 

 Por: Rodrigo Stabolito | Mídia Online e Performance